quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

MAGNIFICAT

Uma das passagens mais belas do Novo Testamento relacionadas com o Natal é a saudação de Isabel a sua prima Maria quando esta a vai visitar para lhe comunicar que está grávida do Filho de Deus.
Esta oração encontra-se no Evangelho segundo S. Lucas (1:46-55)
:


A minha alma glorifica o Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu salvador.

Porque pôs os olhos na humildade da sua serva: de hoje em diante

Me chamarão bem-aventurada todas as gerações.

O Todo-Poderoso fez em mim maravilhas: Santo é o seu nome.

A sua misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que O temem.

Manifestou o poder do seu braço e dispersou os soberbos.

Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes.

Aos famintos encheu de bens e aos ricos despediu de mãos vazias.

Acolheu a Israel, seu servo, lembrado da sua misericórdia,

como tinha prometido a nossos pais, a Abraão e à sua descendência para sempre.

Glória ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo,

como era no princípio, agora e sempre.

Ámen





Entre os vários compositores que escreveram sobre o Magnificat sobressai Johann Sebastian Bach que, como é bem conhecido, compunha para maior glória de Deus.




1 comentário:

joao disse...

Este sim (JSB) o MESSIAS da Música Erudita.Lá tenho que submeter comentário...
Feliz Natal à Família Craveiro