sábado, 19 de janeiro de 2008

CAVACO TINHA RAZÃO

Na sua mensagem de ano novo, o Presidente referiu negativamente os ordenados demasiado elevados de gestores de algumas empresas. Na altura pareceu a muita gente que seria um comentário despropositado naquela comunicação.
O jornal Público informou ontem que Paulo Teixeira Pinto recebeu 10 milhões de euros à cabeça e mais 35 mil euros por mês até ao fim da vida, pela sua saída do BCP.
Se isto não é uma imoralidade, não sei o que o seja e mostra que Cavaco sabia exactamente o que dizia.

1 comentário:

Bento disse...

tinha razão, mas isso é na privada, grave é acontecerem situações escabrosas de reformas na função pública, e não vejo ninguém a criticar, é normal!!!!!